segunda-feira, 27 de junho de 2016

À CONVERSA COM ALBINO NEIVA PRESIDENTE DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO CORREIA DE OLIVEIRA



ALBINO NEIVA, PRESIDENTE DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO CORREIA DE OLIVEIRA, QUE ENGLOBA AS ESCOLAS BÁSICAS DE ESPOSENDE E APÚLIA E SUAS EB1/JI ASSOCIADAS(OS)

“…O sucesso da nossa escola é uma realidade e acontece porque temos bons alunos e bons professores …”

“…A educação assenta, fundamentalmente em 3 pilares: Família, como primeiros educadores; Escola; Sociedade”

“…Somos inspecionados, como qualquer outra escola, com regularidade pelo Ministério da Educação e na última inspeção, 2015, relativamente aos resultados escolares, obtivemos um «Muito Bom»…!

“…Este agrupamento de escolas contam com uma comunidade escolar de 2.281 pessoas e 14 estabelecimentos…”

“…Um professor atento não pode deixar de “espreitar” a comunicação social e sobretudo a local. O semanário “Notícias de Esposende” dá-nos uma informação apaixonada da nossa gente e que merece o nosso Muito Obrigado.”

Albino Casado Neiva nasceu no dia 02 de outubro do ano de 1953 na freguesia de Marinhas, onde sempre residiu. É casado com Maria Arminda, professora já aposentada, e tem dois filhos. A Ana Cristina e o João Luís.
Fez os seus estudos na escola de Marinhas, passou por Braga e concluiu o seu curso no Conservatório de Música de Braga. Fez, ainda, um curso de Especialização Técnica de Administração Escolar na Universidade Católica.
Professor de música, lecionou na Escola Gonçalo Nunes em Barcelos, na Escola Frei Bartolomeu em Viana do Castelo e três anos no Magistério Primário, também na cidade da foz do Lima.
É diretor há 10 anos. Primeiro foi presidente do Conselho Geral e depois eleito diretor. O atual mandato termina no próximo ano.

VAMOS FALAR UM POUCO DO MEU CARO AMIGO “ALBINO NEIVA” DOS SEUS GOSTOS E PREFERÊNCIAS E DO SEU PERCURSO
COMO COSTUMA OCUPAR OS SEUS TEMPOS LIVRES?
A ouvir e executar música (piano) e a ler, sou um amante da leitura. Gosto de ler de tudo mas prefiro o modelo ficção e história.
E AO NÍVEL DESPORTIVO?
Gosto de andar de bicicleta.
COMO CLASSIFICA A CIDADE DE ESPOSENDE?
Acolhedora. É uma cidade onde há de tudo e onde não somos anónimos. As pessoas conhecem-se e cumprimentam-se.
SEI QUE TEM OBRAS PÚBLICADAS, PRINCIPALMENTE AO NÍVEL DA COMPOSIÇÃO MUSICAL. AFINAL QUE OBRAS TEM PUBLICADAS?
Lágrimas de Portugal, 1995. Aborda a temática da emigração: 1920, Brasil e 1960, Europa, especial para França.
Trilhos de Liberdade, 2001. Aborda a temática da ditadura de Salazar e o caminho para o 25 de abril de 1974.
Libermann, em 2002. Composição encomendada pela Comunidade Espiritana, que deverá ser apresentada no próximo ano em Fátima.
AS FORMIGAS, musical infantil, 2011. Aborda a temática dos insetos mais interessantes e geniais, organizando-se de forma muito inteligente e até civilizada.
Para além disso posso ainda referir a colaboração com o Coro de Marinhas ao longo de 30 anos, onde os musicais Lágrimas de Portugal e Trilhos de LIBERDADE foram escritos para o seu reportório específico.
Algumas destas obras já foram apresentadas publicamente em várias localidades, tais como, em Marinhas, em Vila Cova, em Apúlia e em Belinho.

VAMOS AGORA AO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO CORREIA DE OLIVEIRA
CONSTITUIÇÃO DA ATUAL EQUIPA DIRETIVA
CONSELHO GERAL
Presidente – António Veiga.
DIREÇÃO
Diretor – Albino Neiva;
Subdiretora – Ângela Nova;
Adjunta do Diretor – Teresa Felício;
Adjunta do Diretor para a Educação Pré-Escolar e 1.º ciclo – Angélica Cruz.
O AGRUPAMENTO EM NÚMEROS
POPULAÇÃO ESCOLAR
Discentes – 2047
Educação Pré-Escolar – 288 (16 grupos);
1.º Ciclo – 791 (40 turmas)
2.º Ciclo – 462 (21 turmas)
3.º Ciclo – 506 (22 turmas)
Docentes – 149 (Educação Pré-Escolar – 14; 1.º ciclo – 46; 2.º e 3.º ciclos – 89
Assistentes Operacionais – 75
Assistentes Técnicos – 8;
Técnicos Superiores (Psicólogas) – 2;
Estabelecimentos de Ensino – 14 (Curvos, Palmeira de Faro, Gemeses, Gandra, Esposende, Fão, Apúlia, Fonte Boa e Rio Tinto.
PORQUE ME PARECE DE TODA A IMPORTÂNCIA, VOU DEIXAR AQUI O DISCURSO DO DIRETOR NA FESTA DE ENCERRAMENTO DO ANO LETIVO NA ESCOLA SEDE EM ESPOSENDE
“Nestes últimos tempos tem-se falado muito da escola. Às vezes bem, outras mal. E muitas vezem é feita a seguinte pergunta: - Como é, ou como deve ser a escola?
Quero-vos dizer que conheço as nossas escolas e todas elas são boas, porque dão o seu melhor. Todas as escolas tem bons alunos, tem bons professores, tem bons assistentes operacionais, tem tudo que é bom. Não podemos no entanto esconder que as escolas têm as suas vicissitudes, as suas fragilidades, mas damos sempre aquilo que podemos de melhor.
E por falar de melhor, quero informá-los, porque é muito bom que se saiba, que nós somos inspecionados de 4 em 4 anos e a equipa do Ministério que esteve cá no nosso agrupamento há cerca de 1 ano a avaliar-nos, disse que também somos bons, ou seja, aconselhou-nos a confiar nesta escola.
Acreditem que os professores são sempre o melhor que podem e sabem, simplesmente às vezes há situações que não dependem apenas de nós.
Na escola temos alunos e temos pais. Pais e encarregados de educação que no pré-escolar, no básico e no 2º ciclo acompanham sempre os seus meninos, mas que em alguns casos, quando estes chegam ao 3º ciclo descuidam-se e isso poderá trazer as suas consequências, por isso desaconselhável.
A educação tem três pilares essenciais, disso não tenhamos ilusões. Os primeiros educadores são os pais, é a própria família. O segundo pilar é a escola que também tem as suas próprias responsabilidades, com certeza. A escola está cá para ensinar, para transmitir conhecimento. O terceiro pilar é a sociedade.
Hoje, que encerramos o ano letivo, com esta grande manifestação de alegria, como estão a acompanhar, quero dizer-vos, ainda, que ao longo do ano desenvolvemos inúmeras atividades, aqui na escola sede e em todas as escolas. Gostaria assim de partilhar convosco duas coisas muito importantes: Além das atividades que fazemos ao longo do ano, gostaria aqui de lembrar algumas atividades importantes realizadas durante este ano.
Realizamos há dias a 24ª Marcha de Montanha, com uma caminhada daqui até S. Lourenço, em Vila-Chã, participando os alunos do 6º ano, tanto da escola sede como os de Apúlia. Foi uma atividade extraordinária e para o ano, sendo a 25ª faremos questão de lhe dar uma atenção ainda mais especial. Concorremos a nível nacional a um projeto que é o pequeno grande C. Lembro que concorreram 600 escolas e a nossa escola ficou selecionada nas melhores 16. E porquê? Porque os nossos alunos são bons e os nossos professores também são bons.
É importante também sublinhar que concorremos ao concurso Canguru matemático onde a nível nacional concorreram mais de 27 mil alunos. Um aluno nosso ficou em 4º lugar e o outro em 12º lugar. Mais uma atividade que considero muito importante foi “A leitura e as ferramentas de Web2” para a articulação curricular – ideias com mérito. Este projeto foi de tal forma relevante que foi mencionado e apresentado no 2º encontro nacional sobre o tema “aprender para inovar, no Instituto da Educação da Universidade de Lisboa, ou seja o nosso projeto foi apresentado na Universidade de Lisboa. Este nosso projeto foi ainda apresentado num Congresso Ibero-Americano de bibliotecas Escolares, em Madrid. E porquê? Porque os nossos alunos são bons e os nossos professores também são bons. E agora eu pergunto: E todos os professores são bons? Eu acho que sim. Que damos o nosso melhor. E também questiono: E todos os alunos são bons? Eu também acho que sim, que dão o seu melhor.
E para terminar, digo-vos ainda que para o próximo ano vamos implementar mais 3 projetos, para vos ajudar no ensino aprendizagem. Vão ser o MAT+, o PORT+ e o INGLÊS+. Aproveito para agradecer a todos os que nos ajudaram, a começar pela Câmara Municipal, a nossa Associação de Pais, os nossos professores, os nossos alunos, os nossos assistentes operacionais, a todos muito obrigado. Gostaria ainda de deixar uma palavra à nossa Subdiretora, professora Ângela e aos demais elementos da direção, pelo empenho e dedicação para que nada falhe e tenhamos efetivamente uma escola de sucesso. Boa festa e até sempre.”
GOSTEI DESTE DISCURSO, EMOTIVO, E A CARREGAR NA TÓNICA DE UMA ESCOLA DE SUCESSO, COM BONS ALUNOS E BONS PROFESSORES.
GOSTAVA QUE EXPLICASSE MELHOR OS TAIS 3 PROJETOS DE QUE FALOU NESTE SEU DISCURSO DE HOJE À COMUNIDADE
São projetos a candidatar ao Ministério da Educação.
MAT+
Implementado em 2014/15;
PORT+
Implementado em 2015/16;
INGLÊS+
A implementar em 2016/2017, com aplicação específica no 3.º ciclo. Pretende-se elevar a qualidade do sucesso escolar – O sucesso real (transição de alunos com níveis positivas a todas as áreas disciplinares).
Um espaço onde o aluno pode:
Recuperar das dificuldades;
Melhorar o seu Desempenho;
Esclarecer Dúvidas;
Preparar os Testes;
Realizar atividades que melhorem a sua destreza a matemática, português e inglês.
Estes projetos apresentam duas virtualidades:
1.ª – Reforçar o Apoio Educativo – direcionado para recuperar e promover o sucesso escolar;
2.ª – Promover um ensino de qualidade (Sucesso Pleno vs. Sucesso Real) – direcionado aos alunos que, apesar de já se encontrarem num nível de desempenho satisfatório, pretendam um complemento às suas aprendizagens de forma a melhorarem a qualidade do seu sucesso.
No espírito do seu Projeto Educativo, o Agrupamento de Escolas António Correia de Oliveira, pretende promover o sucesso de forma consistente garantindo nesta primeira fase, que todos os alunos do 3.º ciclo do ensino básico regular usufruam de um apoio pedagógico diferenciado às disciplinas, desde o início do ano letivo, atendendo aos diferentes ritmos de aprendizagem.
QUAIS SÃO OS VOSSOS DOCUMENTOS ESTRATURANTES?
Projeto Educativo.
Regulamento Interno.
Plano Anual de Atividades.
Funcionamento e Organização Pedagógica do Agrupamento
A ATUAL EQUIPA DIRETIVA É A FAVOR OU CONTRA AS PROVAS DE AFERIÇÃO?
A equipa não tem uma postura favorável ou contra. O que aconteceu este ano letivo, o Conselho Pedagógico pronunciou-se desfavoravelmente pela sua realização, considerando: o Agrupamento de Escolas António Correia de Oliveira organizou todo o ano letivo em função do Despacho nº 7104-A/2015, de 26 de junho que estabelecia o calendário escolar para 2015-16, designadamente no que concerne às datas previstas para realização das provas finais e exames nacionais (4º, 6º e 9º anos de escolaridade); A elaboração do Plano Anual de Atividades teve subjacente toda a calendarização divulgada, ficando programadas diversas atividades exatamente para a última semana de aulas, que atualmente colidem com as datas de aplicação das provas de aferição para os alunos do 2º ano. Perante a divulgação da Informação aos Agrupamentos de Escolas/Escolas Não Agrupadas e aos estabelecimentos do ensino particular e Cooperativo emanada do Ministro da Educação, datada de 8 de janeiro de 2016, que estabelece o “Modelo Integrado de Avaliação Externa das Aprendizagens no Ensino Básico”, documento no qual se explicitam as alterações ao anterior modelo de avaliação externa, designadamente a descontinuidade das provas finais de Ciclo do 4º e 6º anos e a aplicação das provas de aferição aos alunos dos 2º, 5º e 8.º anos em 2015/16. Por outro lado, na publicação do Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril, no ponto 2 do artº 5º, é referido que os agrupamentos de Escola podem optar pela não realização das provas de aferição no presente ano letivo. Com base neste parecer, decidi pela não realização das Provas de Aferição no presente ano letivo.
QUAIS SÃO EM SEU ENTENDIMENTO OS PRINCIAIS FATORES QUE TÊM CONTRIBUIDO PARA O VOSSO SUCESSO?
Sucintamente: dedicação e profissionalismo, por um lado. Por outro lado, a preocupação e apoio dos Pais na edificação da educação dos seus filhos.
E AS ASSOCIAÇÕES DE PAIS? COMO É O DIÁLOGO COM OS PAIS?
Congratulámo-nos com o excelente relacionamento ente as Associações de Pais e as respetivas escolas onde a cooperação tem sido excelente na prossecução dos ideais elencados no nosso Projeto Educativo
QUAIS SÃO AS Principais necessidades da Escola-Sede e DAS DEMAIS ESCOLAS DO AGRUPAMENTO?
- Não esquecendo que temos a Escola Básica de Apúlia com necessidade de uma requalificação geral (escola inaugurada no ano letivo 2001) a Correia de Oliveira necessita de algumas intervenções pontuais e para as quais não temos resposta financeira (o nosso orçamento destina-se a custear despesas de funcionamento e de manutenção prioritária):
- Recuperação do Bloco de apoio à Educação Especial e Serviços de Psicologia e Orientação;
- Recuperação das passerelles;
- Recuperação da cobertura do Gimnodesportivo.
Quanto aos Jardins de Infância e às Escolas Básicos do 1.º ciclo, da responsabilidade da Câmara, de uma maneira geral apresentam um bom estado de conservação.
QUAL É O SONHO DO SENHOR DIRETOR?
Oferta pública para a Educação Pré-Escolar na cidade de Esposende, única freguesia do Concelho que não contempla esta oferta.
QUER DEIXAR UMA MENSAGEM A TODA A COMUNIDADE EDUCATIVA DO AGRUPAMENTO A QUE PRESIDE?
Não há escolas modelo, há sim escolas que tudo fazem para dar uma resposta concreta aos problemas do seu dia-a-dia, onde o aluno representa a primeira e última preocupação. Todas as nossas decisões vão no sentido do real interesse do aluno.
CONHEÇE A IMPRENSA LOCAL E MAIS AINDA SENDO UM LEITOR ATENTO, SEI QUE CONHECE ESTE SEMANÁRIO “NOTÍCIAS DE ESPOSENDE”. QUAL É A SUA OPINIÃO A CERCA DESTE JORNAL?
Um professor atento não pode deixar de “espreitar” a comunicação social e sobretudo a local. O semanário “Notícias de Esposende” dá-nos uma informação apaixonada da nossa gente e que merece o nosso Muito Obrigado.
NOTA FINAL
Conheço o meu caro e bom amigo, prof. Albino Neiva, há já muitos anos e pelas mais variadas razões, por quem tenho especial admiração e uma grande estima e consideração.
Nesta escola já desempenhei muitos “papeis”. Aluno, encarregado de educação e dirigente associativo. Estive no Conselho Pedagógico e no Conselho Geral. Presidi à «APEBACO – Associação de pais e Encarregados de Educação da Escola EB/1e3 António Correia de Oliveira» durante 6 anos e à «FAP – Federação das Associações de pais do Concelho de Esposende, durante outros tantos», o que me permitiu viver por dentro toda a temática da educação. O prof. Neiva, tendo sido professor, esteve na Presidência do Conselho Geral e depois foi eleito Diretor da Escola Sede e mais tarde presidente do Agrupamento. Cheguei a acompanhá-lo a reuniões à “DREN” e participei em muitas atividades conjuntas. Não poderia deixar de referir o respeito e a consideração que o Diretor sempre teve para com os pais e as próprias Associações, marcando sempre presença nas Assembleias Gerais e noutras reuniões, sempre que convidado. Conheço-o como sendo um diretor de “porta aberta”, ou seja sempre disponível a receber quem a ele se dirige, o que demonstra uma grande abertura e a toda a comunidade educativa.
Mas indo um pouco mais atrás, lembrar o facto de eu próprio ter estudado nesta escola (ex.Ciclo), onde fiz o 5º e o 6º ano. Passado algum tempo, voltei, na qualidade de pai e encarregado de educação. Já por aqui passaram também os meus 3 filhos mais velhos, onde fizeram com sucesso do 5º ao 9º ano e atualmente tenho aqui a mais novo, que transita para o 7º ano e aptou por se manter nesta escola. Costumo dizer e reafirmo-o que a escola pública tem tudo para ter sucesso. Ainda mais agora que se discute o financiamento público de escolas privadas. Este é um Agrupamento de Escolas com bons profissionais, onde os alunos se sentem em segurança e de onde saem grandes homens e grandes mulheres e um dia excelentes profissionais.
Despeço-me desejando umas excelentes férias a toda a comunidade escolar.
Mário Fernandes
18-06-2016






MF

domingo, 26 de junho de 2016

PINGOS DE VIDA À MESA E A SELEÇÃO NACIONAL NOS QUARTOS!!!


Com uma equipa destas, só podia dar vitória. Juntar a um excelente jantar/convívio, a convite da amiga Marinha Viana, a passagem de Portugal, foi magnífico.

Dedicados à Marinha Viana;
(Escrito em cima do joelho e lidos na momento);

A D. Marinha é uma grande escritora,
Apenas estava adormecida,
Bastou concorrer como autora,
Para vencer a corrida.

Uma poeta muito discreta,
Poucos sabem o que ali está,
Não tentem meter-se com ela,
Porque logo se mostrará.

Gosta muito de caminhar,
Mas não é só pra poupar,
Porque o que parece gostar,
É de a Zinda acompanhar.

O seu marido é o Sérgio,
Um músico de categoria,
Vende instrumentos com pio,
Mas gosta é de tocar bateria.

O Ruca, o Hugo e o Óscar são filhos de estimação,
Três rapazes aventureiros,
Deixaram os pais na mansão,
Mas são eles os forasteiros.

Figueiredo era o seu apelido de nascença,
Com o Sérgio ganhou o Viana,
A quem retribuiu com a presença,
Porque é com ele que nana.

Na política, foi com o Senhor José,
Logo se fez secretária,
E tem uma letra bué,
Para assinar papelada vária.

Na escola era muito exigente,
Dessa fama ela não se livra,
Chamava o aluno à frente,
Fosse rapaz ou rapariga.

*Ainda houve mais mas esses ficam guardados no intimo dos amigos presentes neste jantar.

sábado, 25 de junho de 2016

VIVA A AMIZADE




Este encontro de manhã,
Foi totalmente ocasional,
Deu para conhecer uma fã,
Com uma amizade sem igual!

Do outro lado do Atlântico,
Vem sempre boa gente,
Com um trato fantástico,
Melhor que qualquer presente!

Fiquei comovido,
Com tamanha atenção,
Nunca pensei ser seguido,
Com tanta admiração!

Afinal sempre é possível,
Tornar bem real,
Uma amizade visível,
Até hoje… virtual!

Desculpem a ousadia,
E alguma desatenção,
Quis mostrar simpatia,
Valeu a… intenção!

Foi um prazer conhecê-las e sentir o carinho que sentem por Portugal, pela terra onde têm as Vossas origens e pelos próprios portugueses.
Estou-lhes grato pela forma tão afável como se apresentaram e por seguirem as minhas publicações e a minha escrita.

Tenham umas magníficas férias.
Talvez a gente se volte a ver por ai.... ou um dia, quem sabe, em São Paulo.

Um abraço, forte,
Com estima e consideração.
Mário e Elsa Fernandes
2016-06-25

 — com Maria Julia Silva Rodrigues,Maria OliveiraMaria Emilia MC Rodrigues Oliveira,Elsa Gonçalves Fernandes e Aurora Rodrigues.


sexta-feira, 24 de junho de 2016

UK SEM GOVERNO, FORA DA EUROPA E SUJEITO A ESPARTILHAR-SE


Peço desculpa ter que dizer isto, mas acho (mesmo e não estou a brincar) que ninguém explicou lá muito bem aos ingleses que este referendo era mesmo a sério e não um faz de conta. E digo-o mesmo sabendo que por aqueles lados em certos momentos se vai notando alguma sobranceria. Veja-se o caso da moeda única, que não quiseram nunca aceitar. Gostam muito de olhar pró outro lado, prós States!
Acho que uma decisão tão importante e com um alcance destes, talvez precisasse de uma maioria de pelo menos três terços dos votantes. 52%, 48% parece-me escasso para uma decisão tão radical. Veja-se o que se passa em referendos ou votações para mudar uma “Constituição” ou outros documentos de especial importância na organização de um Estado e na vida das pessoas, a exigirem maiorias de outra grandeza.
Talvez o Sr. "Cameron" devesse ter pensado nisto antes, em vez de o fazer com a ligeireza com que o fez. Depois admiram-se com os populismos, os radicalismos, os racismos e as xenofobias.
Como a saída do Reino Unido tem que ser solicitada pelo 1º Ministro em funções e como o atual está demissionário e indisponível para o fazer, até que haja um novo 1º Ministro, muita água vai passar por cima do túnel da “Mancha”.
Esperam-se outros referendos no Reino Unido e noutros países, muita radicalização, nacionalismos, populismos e extremismos. Vamos ver de que fibra são feitos os atuais lideres desta Europa periclitante.


MF

AMANHÃ NAS BANCAS À CONVERSA COM LAURENTINA TORRES DIRETORA DOS SARGACEIROS DE APÚLIA E EX. PRES. DA CÂMARA



Amanhã, nas bancas, mais uma grande entrevista no “Notícias de Esposende”, com Laurentina Torres, presidente do «Grupo dos Sargaceiros da Casa do Povo de Apúlia», um dos Grupos Folclóricos mais antigo e tradicional do país.
Ex. Presidente da Câmara Municipal de Esposende, há muito ligada ao “Grupo dos Sargaceiros de Apúlia”, fala da experiência autárquica e seus dissabores e presidência do Grupo Folclórico dos Sargaceiros de Apúlia. .
A NÃO PERDER, TANTAS SÃO AS REVELAÇÕES!
“…Este Grupo foi fundado em Agosto de 1937 por António Fernandes Torres, à época Presidente da Junta de Freguesia de Apúlia. Era, então, Presidente da Câmara de Esposende o Padre Sá Pereira que recebeu do Governo português ordem para mandar ao Palácio de Cristal, no Porto, uma delegação representativa deste Concelho…”
“…Ser Presidente de Câmara foi uma experiência extraordinária que me ajudou a conhecer melhor as pessoas, a aprofundar o sentir de cada um, e a ajuizar do cinismo e da falsidade de alguns. Foi algo que influenciou drasticamente a minha vida, gostei de ter passado por tal vivência… mas por nada voltaria, agora, a repeti-la…”
“…Ainda ninguém explicou por que razão o Casino da Póvoa continua a contribuir para aquela cidade… e nunca mais veio nada para Esposende…”
“…Gosto francamente deste semanário, sobretudo pela diversidade de informação que nos traz, e também pelos artigos de opinião. Sempre admirei as pessoas que se dispõem a escrever, tantas vezes focando algo que se desconhecia, e que nos esclarece. Os artigos de opinião ajudam-nos, muitas vezes, a olhar com mais atenção os problemas e as atitudes que poderão alterar situações ou factos condicionantes da vida de cada um. Parabéns por isso.”

Obrigado, Dr.ª Laurentina Torres, pela amabilidade, pela simpatia e por ter respondido a questões nunca antes respondidas.
IMPERDÍVEL.
MF

INGLESES VOTAM PELA SAÍDA DA UE


UK OUT

Parece estar neste momento toda a Europa em “estado de choque” com a decisão dos Ingleses. Não do governo inglês, mas do seu “povo”. Vejo este resultado como um sinal claro e inequívoco às elites europeias. Este toque de alarme dirige-se àqueles que nos tem (des)governado nesta União Europeia sem rumo e ao serviço do capital, dos mercados e de outros interesses.
Ou a UE se democratiza quanto antes, ou depois já vai ser tarde. Quem elegeu “Junker” (e Barroso)? Abram os olhos e atuem na defesa dos povos, desta Europa em crise e sem esperança.
Defendo uma UE que galvanize os seus Estados membros, em vez de os anular, que ouça os povos e se submeta à sua vontade, em vez de os submeter aos interesses de agiotas e outros que tais.
Que esta decisão pode trazer consequências nefastas tanto aos ingleses como aos demais Estados, pode, que os próprios ingleses vão ter um problema com a Escócia, que ainda há pouco se manifestou a favor da sua continuidade no UK, com este na UE, vão ter que o resolver. Mas isso é lá com eles.
Já tenho escrito por várias vezes que há uma clara falta de liderança na UE, porque nos faltam “estadistas” à altura. Líderes que tratem os Estados com igualdade e com equidade e onde a solidariedade entre Estados-Membros seja uma realidade.
Tenho muitos amigos portugueses a trabalhar no Reino Unido, para onde eu próprio tenho viajado várias vezes nos últimos tempos e é também com eles que estou preocupado, pela incerteza que a decisão de ontem pode provocar. De qualquer forma, como os portugueses são uma clara mais-valia para a economia do UK, pode ser que continuem a ser-nos dadas condições para aí continuarmos.
Pode haver males que vêm por bem!
NÃO TENHAMOS, NUNCA, MEDO DA DECISÃO DOS POVOS, QUE A CADA MOMENTO TEM SABIDO MANIFESTAR-SE PELO SUPERIOR INTERESSE DAS SUAS NAÇÕES.
E siga… a bola, que amanhã entramos de novo em campo e a última coisa que queremos é… sair da EURO'BOLA!

quinta-feira, 23 de junho de 2016

MARCHAS POPULARES DE CURVOS NA IMPRENSA



MARCHAS POPULARES DO CENTRO SOCIAL E JANTAR CONVÍVIO COM MAIS DE 600 PESSOAS A ANIMAR A NOITE CURVENSE

O Centro Social de Curvos realizou esta sexta-feira as tradicionais marchas populares, em animado convívio com a comunidade. A festa teve início ao final da tarde, com as marchas populares, nas quais participaram os utentes das várias valências, assim como as colaboradoras. O desfile desenrolou-se desde a sede do Centro, passando no adro e avenida da Igreja até ao cruzeiro e regresso. Todos os grupos atuaram em frente ao auditório paroquial, onde foram efusivamente aplaudidos pelas centenas de pessoas presentes. Com o anoitecer chegou o tradicional jantar, com vários standes, devidamente organizados, onde foram servidas bifanas, feijoada, moelas, sardinhas, pão broa, caldo verde e muitas sobremesas e iguarias caraterísticas da terra e da região. O adro foi pequeno para tão grande participação e a animação entrou pela noite dentro, com um grupo musical a pôr toda a gente a “mexer”.















MF


DE VISITA AO XPLICA PROJETOS DO SABER



MÁRIO FERNANDES À CONVERSA COM OS ALUNOS DO «XPLICA – PROJETOS DO SABER», EM ESPOSENDE, ONDE FALOU DA ESCRITA, DAS SUAS ENTREVISTAS E EXPLICOU COMO SE FAZ UM JORNAL

Esta sexta-feira de tarde, o autor Mário Fernandes esteve à conversa com os meninos do "Xplica - Projetos do Saber", em Esposende. Segundo este, “Foram momentos muito interessantes, com a "pequenada" muito ativa, interessada e interventiva. Gostei, porque gosto sempre de falar de escrita. Seja de livros, de jornais, de crónicas ou entrevistas. Fico à espera de ver o Vosso «Jornalinho» com as atividades desta semana. Agradeço à profª Manuela Vilarinho pelo convite e espero que pelo menos tenham gostado tanto como eu gostei. Um abraço aos alunos e às professoras – Manuela Vilarinho, Joana e Manuela e boas férias.

Segundo a responsável por este Centro de estudos, a profª Manuela Vilarinho “Foi um enorme prazer e um privilégio receber no Xplica-Projetos do Saber o Mário Fernandes. Aprendemos todos muito e a "pequenada", além de ter gostado muito desta atividade, está agora mais preparada para todas as sextas-feiras se transformarem em “mini-jornalistas” e fazerem do Xplica uma verdadeira redação. Esperamos que o nosso "Jornal Semanal Xplica - Férias de Verão 2016" esteja à altura dos ensinamentos de hoje. Os alunos e professores do Xplica agradecem ao Mário esta excelente tarde que nos proporcionou.”

Um excelente exemplo da pro-atividade que um Centro de Estudos pode desenvolver em prol do interesse dos seus utentes, proporcionando-lhes a aquisição de conhecimentos e da vivência de experiências enriquecedoras, com a presença de protagonistas das várias áreas do saber.




quarta-feira, 22 de junho de 2016

JÁ ESTAMOS NOS OITAVOS!


Cumprindo a tradição, passamos aos oitavos, no limite, mas sem derrotas.


Força, Portugal!

MF


SEM PIO!


Privados de "som", que ao menos mais logo sejamos brindados com bonitas "imagens" da bola... lá no fundo das redes!

MF


RONALDO ATIRA MICRO AO LAGO!


...Sem qualquer dúvida, que há um "antes" e um "depois" da CMTV.

É "disto" que o "povo" gosta.

Privados de som «, talvez mais logo sejamos recompensados com bonitas imagens da bola no fundo das redes.

MF


BOA VIAGEM E BOM REGRESSO!


Aproveitem para se divertir.

MF


segunda-feira, 20 de junho de 2016

PARABÉNS, ISABEL!



Parabéns, Isabel Fernandes!
«Bela» pauta, com um pleno de 11 “5’s”. No Quadro de Honra, tal como nos anos anteriores. Partilho, porque tal como tenho feita na seleção dos meus entrevistados, acho que devemos enaltecer os bons exemplos.
Que tenhas umas excelentes e muito merecidas férias.
Beijinhos.
MF

sábado, 18 de junho de 2016

MARCHAS E JANTAR CONVÍVIO ANIMARAM A NOITE CURVENSE



Em Curvos, na Festa do Centro Social. Marchas populares, seguidas de jantar convívio. Parabéns à Elsa Gonçalves Fernandes e a toda a sua equipa, por mais esta magnífica festa com a comunidade.














 





MF