sexta-feira, 18 de novembro de 2016

CORO SÉNIOR DE ESPOSENDE REALIZOU ESPETÁCULO NAS COMEMORAÇÕES DAS BODAS DE PRATA DO CENTRO SOCIAL DE CURVOS



Mais um magnífico momento musical, neste final de tarde, na igreja de Curvos, pelo Coro Sénior de Esposende, numa iniciativa comemorativa das bodas de prata do Centro Social de Curvos. A igreja completamente cheia. Magistral. Parabéns ao Centro Social pelos 25 anos de existência formal, aos utentes e a toda a equipa, superiormente liderada pela Elsa Gonçalves Fernandes. E, claro, um bem-haja aos "jovens" cantores.

MF









segunda-feira, 7 de novembro de 2016

BODAS DE PRATA DO CENTRO SOCIAL DE CURVOS



Parabéns ao Centro Social da Paróquia de Curvos, que hoje completa 25 anos de existência (formal). A abertura das comemorações, que se vão desenrolar durante um ano, foi magnifica e contou coma presença de utentes, familiares e pessoal do Centro. Bem-hajam, pelo Vosso excelente trabalho. Muitos parabéns.















segunda-feira, 31 de outubro de 2016

PARABÉNS!



Bonita idade (oitenta e oito), em excelente forma física e intelectual. Parabéns ao meu pai, Porfírio Fernandes. Muitos parabéns e para o ano cá estaremos novamente a festejar. Lúcia Fernandes, Jorge Fernandes,Fatima Fernandes, Marino Fernandes. Um abraço.






MF


domingo, 30 de outubro de 2016

BODAS DE PRATA DO CENTRO SOCIAL DE CURVOS




Curvos é uma freguesia do concelho de Esposende e embora seja uma das mais pequenas aí se desenvolvem atividades de considerável interesse sociocultural. A 19 de março de 1948, iniciou-se em Curvos uma ação reconhecida de utilidade pública, pelo Decreto Lei. 26893 de 15 de agosto de 1936. Esta ação integrava-se, então, no projeto de Obra das Mães pela Educação Nacional (O.M.E.).
Em outubro de 1991 a titularidade do Centro foi transferida para a Fábrica da Igreja Paroquial de Curvos, através do Centro Social da Paróquia de Curvos. Os serviços do Centro desenvolvem atividades a nível de Creche com 33 utentes, CSE com 50 utentes, ATL 1ºciclo com 50 utentes, 2º e 3ºciclo com 38 utentes, Centro de Convívio com 30 utentes, Serviço de Apoio Domiciliário com 40 utentes e Cantina Social com 85 utentes. 

Muitos parabéns ao Centro Social de Curvos, a toda a sua equipa, colaboradores e utentes.

MF


sábado, 1 de outubro de 2016

AUTORES ESPOSENDENSES PRESENTES NA FESTA DO PÃO EM MARINHAS


Excelente iniciativa para dar a conhecer o que se escreve por cá.

Com Elisabete Gomes e Bernardete Costa numa sessão de autógrafos.

MF


sexta-feira, 16 de setembro de 2016

NA FEIRA DO LIVRO DO PORTO




Mais uma excelente sessão de autógrafos, desta vez na Feira do Livro do Porto, nos jardins do Palácio de Cristal no Espaço da Chiado Editora. Um abraço a todos os meus leitores.











 


Excelente. Obrigado a todos. Editora e leitores. Um abraço.

MF


segunda-feira, 5 de setembro de 2016

A CASA DA BOAVISTA, CLUBE CHIADO EDITORA NO PORTO



É fantástico ver o meu primeiro livro de Crónicas nas estantes (e no cartaz) da "Casa da Boavista" da Chiado Clube - Editora. Um espaço único, de requinte, singular, intemporal, onde coexistem espaço e tempo a um ritmo próprio. Um local cheio de memórias, cheiros, sensações! Um espaço de excelência na Av.ª da Boavista no Porto. Os meus parabéns ao caríssimo Luís Pires pela aposta neste espaço de excelência e pela qualidade dos eventos. O Porto merece. Não deixe de visitar.

MF


domingo, 4 de setembro de 2016

PALMA & GODINHO NA NOITE BRANCA DE BRAGA


Noite branca de Braga com milhares de pessoas a encher todas as ruas da zona histórica. Tive o prazer de assistir ao "Juntos" de Jorge Palma com Sérgio Godinho.

Foi um espetáculo magnifico e memorável.




MF

terça-feira, 30 de agosto de 2016

À CONVERSA COM JORGE CARDOSO PRESIDENTE DO CSJUM



JORGE CARDOSO, PRESIDENTE DO CENTRO SOCIAL DA JUVENTUDE UNIDA DE MARINHAS

“…Estive na Câmara Municipal de Esposende como vereador durante três mandatos, ou seja, cerca de doze anos. O primeiro mandato foi uma novidade absoluta, integrando uma equipa já experiente. O segundo foi a consolidação, numa lógica de complementaridade nas ações, contribuindo para a concretização de um projeto autárquico. O terceiro e último foi muito agradável pelo prazer de servir. Tenho belas recordações desse período da minha vida. Trabalhei com pessoas fantásticas que, não raras vezes, são incompreendidas...

...A nossa maior necessidade passa pela renovação da cobertura das instalações e pela adaptação de uma sala para o Centro de Dia. Isto em termos físicos. Porém, o nosso maior projeto é sermos uma instituição de referência no serviço prestado, tanto na Creche como no Centro Dia. Queremos ter uma unidade especializada nos cuidados aos portadores da doença de Alzheimer...

… Gostava de poder corresponder às inúmeras solicitações que me fazem no sentido de construir uma estrutura residencial para idosos, mas com um carater que fosse muito familiar e com preocupações sociais. Uma unidade especializada nos cuidados aos portadores da doença de Alzheimer é algo que desejo para breve...

…O meu sonho era ver a concretização do arranjo urbanístico envolvente a este Centro Social, onde fosse incluída a construção de um parque de estacionamento adjacente às nossas instalações.”

Jorge Alves Cardoso nasceu a 3 de março do ano de 1970 na freguesia de Marinhas, onde reside. Professor de Educação Moral e Religiosa Católica, é casado com Maria de Fátima Cardoso, também professora. Tem 3 filhos. O André, a Catarina e o João.
Frequentou a escola do Ensino Básico em Marinhas de onde seguiu para o Seminário de Braga. Primeiro no Seminário Menor, depois no Maior, onde fez o ensino Secundário. Licenciou-se em Teologia na Faculdade de Teologia de Braga e tem uma Pós-Gradução em Pastoral Catequética, obtida no Instituto Católico de Paris.

A ORIGEM DA “JUVENTUDE UNIDA DE MARINHAS”
Nascido de um sonho de um grupo de jovens marinhenses, a Juventude Unida de Marinhas – Associação Cultural Desportiva e Recreativa de Marinhas, com investidas e ações que remontam a 1976, foi constituída, por escritura pública, a 16 de fevereiro de 1982. Tinha como objetivo principal contribuir para a promoção social, cultural, desportiva e recreativa da freguesia de Marinhas, bem como criar ocupação para os tempos livres da mesma população. Apoiada numa dinâmica muito própria, inspirada na sua jovialidade e ousadia, esta associação abraçou o trabalho na área social como uma das suas prioridades. E, assim, no ano seguinte, a 30 de setembro de 1983, a associação passou a denominar-se Centro Social da Juventude Unida de Marinhas «CSJUM». A insígnia do Centro Social da Juventude Unida de Marinhas é constituída por três círculos concêntricos, sendo que o círculo central simboliza a congregação de esforços num objetivo comum, o círculo exterior define o nome da associação

Vamos conhecer melhor o meu amigo Jorge Cardoso. Os seus gostos, a sua formação, o seu percurso e a instituição de que tanto gosta, o Centro Social da Juventude Unida de Marinhas.

QUAL É SEU O CLUBE DO SEU CORAÇÃO?
É o Benfica.

DE QUE DESPORTOS GOSTA MAIS?
De todo o desporto em geral mas, fundamentalmente, de futebol. Aprecio, também, o ciclismo.

O QUE É QUE FAZ NOS SEUS TEMPOS LIVRES?
Verdadeiramente nos meus tempos livres trabalho a favor da comunidade, seja na paróquia, seja no associativismo. Mas também gosto de assistir a documentários e ver séries televisivas. O desporto já me ocupou mais do que acontece hoje.

E HOBBYS?
Ler bons livros. Acabei de ler “A Saga de um Pensador” de Augusto Curry”. Um livro que recomendo. Atualmente estou a ler, do mesmo autor, “A ditadura da Beleza”.

UM LEMA PARA A VIDA?
Ser feliz, fazendo os outros felizes.

O POLÍTICO
DOIS MANDATOS COMO VEREADOR E DEPOIS OUTRO COMO VICE-PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE ESPOSENDE. COMO FOI ESSA EXPERIÊNCIA?
Estive na Câmara Municipal de Esposende como vereador durante três mandatos, ou seja, cerca de doze anos. O primeiro mandato foi uma novidade absoluta, integrando uma equipa já experiente. O segundo foi a consolidação, numa lógica de complementaridade nas ações, contribuindo para a concretização de um projeto autárquico. O terceiro e último foi muito agradável pelo prazer de servir. Tenho belas recordações desse período da minha vida. Trabalhei com pessoas fantásticas que, não raras vezes, são incompreendidas.

E HOJE, COMO VÊ O CONCELHO DE ESPOSENDE?
Tenho muito orgulho no meu concelho. É um verdadeiro privilégio da natureza, onde dá gosto viver. Respira-se qualidade de vida. No entanto, julgo ser necessário esbater algumas assimetrias existentes entre as freguesias.

O QUE ACHA QUE NOS FALTA?
Está a faltar alguma congregação de esforços na relação entre o tecido empresarial e os decisores das grandes opções estratégicas do concelho. A vertente turística é, sem dúvida, fundamental, mas não podemos esquecer a economia social, os agricultores e o movimento associativo de ordem cultural e desportiva.

E A FREGUESIA DE MARINHAS?
É uma comunidade dinâmica, com um movimento associativo forte. Eminentemente urbana, mantém a sua singularidade rural.

E AO NÍVEL DA POLÍTICA NACIONAL?
Acho que ainda temos um longo caminho de dificuldades. Infelizmente vamos continuar a ter uma grande dose de austeridade. Tem sido difícil encontrar pessoas que assumam a nobreza do governar a “Polis” como um serviço. Continuamos com muita gente a querer servir-se...

SOBRE OS RECENTES ATENTADOS A NÍVEL MUNDIAL, MUITOS DELES AQUI NA EUROPA?
Existe um défice de humanidade. Para evitarmos estes atentados é necessário que o ser humano reconheça o homem enquanto tal e descubra a riqueza que existe nas diferenças, sejam elas de ordem cultural, religiosa ou artística.

E SOBRE OS REFUGIADOS?
Acho que devemos recebê-los, enquanto seres humanos em busca da felicidade.

E OS INCÊNDIOS QUE NOS TEM FUSTIGADO?
São crimes de lesa-pátria. Resultam essencialmente da falta de civismo e de mão criminosa. Acho que deve haver uma aposta nas equipas de sapadores florestais e na prevenção. Ainda não aprendemos a respeitar a nossa “casa comum”, o planeta terra.

CENTRO SOCIAL DA JUVENTUDE UNIDAD DE MARINHAS

SEDE / INSTALAÇÕES
Centro Social da Juventude de Marinhas. Rua da Várzea, nº15 - Marinhas

CARATERIZAÇÃO / OBJETIVOS
Somos uma associação que opta, na sua intervenção/acção pelo respeito dos valores sociais, culturais e religiosos: Que permitem a construção progressiva do homem integral como pessoa livre e responsável; Que leve cada um a reconhecer o outro e a ser solidário com ele; Onde cada um se sinta estimulado, participante e comprometido numa mesma missão; Onde tentamos fazer da vida um acontecimento maravilhoso que deve ser experimentado com alegria; Onde cada um sinta em todos os momentos que é um ser humano.

QUANDO FOI FUNDADA A ASSOCIAÇÃO?
A JUM, enquanto associação juvenil vem de 1976. No seu início as principais atividades foram o atletismo e o teatro. A componente Social surge em 1989.

COMO SÃO CONSTITUIDOS OS ORGÃOS SOCIAIS?
Corpos Sociais da CSJUM (quadriénio 2015/2018)
Mesa da Assembleia Geral
Presidente: Avelino Marques Peres Filipe
Secretário: Francisco Eiras Novo Rodrigues
Segundo Secretário: António de Sá Ribeiro
Conselho Fiscal
Presidente: Manuel Joaquim Marques Peres Filipe
Primeiro Vogal: Anabela Cunha Patrão
Segundo Vogal: Manuel Fernando Carqueijó Capitão
Direção
Presidente: Jorge Alves Cardoso
Vice-Presidente: José do Pilar Patrão
Tesoureiro: Abílio da Silva Lemos
Segundo-tesoureiro: António Alexandre Ferreira Laranjeira
Secretário: Luzia Morgado Domingues Cavalheiro
Segundo Secretário: Ana Cristina Lemos Ferreira
Vogal: Mário Abreu da Cruz
Vogal: Pedro Miguel Simões Pinto Carneiro
Vogal: Maria Manuela da Silva Ferreira Ribeiro

ONDE FORAM AS PRIMEIRAS INSTALAÇÕES DESTE CENTRO SOCIAL?
Não sei responder com exatidão a essa questão. Mas, certamente, terão sido em instalações ligadas à paróquia.

AS ATUAIS INSTALAÇÕES (SEDE E DEMAIS ESPAÇOS) SÃO DA PRÓPRIA ASSOCIAÇÃO?
São todas da Instituição.

QUANTOS ASSOCIADOS TEM?
Temos cerca de 270 associados.

SÃO TODOS PAGANTES?
Seria bom... No entanto, teremos cerca de um terço com as cotas em dia. Mas devo dizer que as cotas dos associados não têm qualquer expressão no orçamento da Instituição.

QUAIS SÃO AS ATUAIS VALÊNCIAS E QUAL É O NÚMERO DE UTENTES EM CADA UMA DELAS?
Creche: 60; Pré-Escolar: 25; ATL 1º Ciclo: 42; ATL 2º Ciclo: 18; Centro de Dia: 35; AAAF: 30. A Instituição é ainda responsável por confecionar as refeições para as escolas e Jardins de infância das Marinhas. Digamos que servimos cerca de 200 pessoas diariamente.

PARA ALÉM DESTAS VALÊNCIAS HÁ AINDA UM CONJUNTO SIGNIFICATIVO DE ATIVIDADES QUE DESENVOLVEM. FALE-ME DELAS.
Temos apoio ao estudo aos alunos do 1º e 2º ciclo, complementado por um serviço informal de explicações para todos os níveis de ensino. Na parte lúdico-cultural, queremos que as instalações estejam ao serviço da comunidade. E assim, temos Karaté, Aeróbica e Zumba. A partir de setembro, tudo indica, teremos um grupo de IOGA.

E O RANCHO DAS MOLEIRINHAS DE MARINHAS TAMBÉM PERTENCE À ASSOCIAÇÃO?
É verdade. É mais uma componente que nos orgulhamos de ter. O Rancho pertence à Associação mas tem uma direção própria a quem cabe toda a organização e toda a gestão. É um grupo com pergaminhos que leva longe o nome de Marinhas e do próprio concelho de Esposende. Sentimos orgulho no trabalho que vem sendo desenvolvido, e aqui deixo um agradecimento ao seu principal dinamizador e diretor, Horácio Patrão.

QUANTOS COLABORADORES TRABALHAM ATUALMENTE?
Temos vinte e nove colaboradores e cerca de uma dezena de voluntários. Aliás, muito gostaríamos que mais voluntários quisessem colaborar...

E A FROTA AUTOMÓVEL?
1 autocarro; 1 carrinha de 16 lugares; 2 carrinhas de 9 lugares e uma outra viatura de apoio.

UMA ASSOCIAÇÃO COM UMA APOSTA MUITO CLARA NA AÇÃO SOCIAL MAS TAMBÉM NA VERTENTE DESPORTIVA

QUAIS SÃO OS VOSSOS PRÓXIMOS PROJETOS?
A nossa maior necessidade passa pela renovação da cobertura das instalações e pela adaptação de uma sala para o Centro de Dia. Isto em termos físicos.
Porém, o nosso maior projeto é sermos uma instituição de referência no serviço prestado, tanto na Creche como no Centro Dia. Queremos ter uma unidade especializada nos cuidados aos portadores da doença de Alzheimer.

O CICLISMO E O BTT SÃO UMA DAS VOSSAS APOSTAS DESTINADAS AOS JOVENS
Temos uma Equipa de BTT que contribui para a divulgação da modalidade e que também tem prestado grande apoio social. Esta equipa está a cargo do Mário Cruz.

E QUANTO A DISTINÇÕES E LOUVORES, O QUE HÁ?
Recebemos a Medalha de Mérito Municipal da Câmara Municipal de Esposende, em 2007, na celebração dos 25 anos da fundação.

EM QUE VALOR SE SITUA O VOSSO ORÇAMENTO ANUAL?
Cerca de 600.000,00€ por ano.

DE ONDE PROVÊM AS VOSSAS PRINCIPAIS RECEITAS?
Protocolos com a Segurança Social, com a Câmara e das mensalidades.

SENHOR PRESIDENTE, UM DESEJO?
Gostava de poder corresponder às inúmeras solicitações que me fazem no sentido de construir uma estrutura residencial para idosos, mas com um caracter que fosse muito familiar e com preocupações sociais. Uma unidade especializada nos cuidados aos portadores da doença de Alzheimer é algo que desejo para breve.

E UM SONHO?
A concretização do arranjo urbanístico envolvente a este Centro Social, onde fosse incluída a construção de um parque de estacionamento adjacente às nossas instalações.

O QUE É QUE ACHA DESTE JORNAL?
É muito positivo. Está a noticiar o que se passa no concelho.

E DESTAS ENTREVISTAS, QUE JÁ ME DISSE QUE ACOMPANHA?
Gosto. Dão a conhecer pessoas e instituições. Falam da nossa cultura, das nossas raízes e das nossas gentes. Parabéns pelo trabalho desenvolvido.

NOTA FINAL
Conheço o meu caro e bom amigo, Dr. Jorge Cardoso há muitos anos. Um homem sempre muito ativo na comunidade, tanto na paróquia, como na política ou nas associações.
Foi Vereador e Vice-Presidente da Câmara, com quem trabalhei oito dos doze anos em que presidi à Junta de Freguesia de Curvos e o relacionamento foi sempre excelente.
Na Câmara, sei que teve uma ação determinante na aquisição dos terrenos para a construção, quer do Campo de Futebol, quer da própria Escola EB 2/3, hoje pertencente ao Agrupamento de Escolas Rodrigues Faria.
Católico praticante, um homem de fé, muito dedicado à vida da paróquia. Só não foi padre, contou-me ele, porque apenas lhe faltando a ordenação, teve que escolher entre a consagração à Igreja e o conceito de família. Optou por constituir família, sem deixar de prestar serviço à Igreja, sentindo-se realizado. Como se vê um homem que toca muitos instrumentos e que trabalha por gosto.
Agradeço muito a forma como me recebeu no Centro Social, a visita guiada que me fez e a deferência com que sempre me tratou. Gostei de conhecer um pouco melhor toda a história e a dinâmica desta casa, a quem desejo os maiores sucessos, assim como a concretização de todos os sonhos dos seus dirigentes.

Um abraço, forte.
Mário Fernandes.
13-08-2016





domingo, 28 de agosto de 2016

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE ESPOSENDE NA FEIRA MEDIEVAL


Os Bombeiros Voluntários de Esposende marcaram presença, mas uma vez, na Feira Medieval de Esposende, com um stand.











As minhas felicitações aos nossos Bombeiros pelo serviço que prestam à comunidade, pela coragem, pela entrega e pelo altruísmo.

MF