segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

CAMINHADA DE FIM D'ANO CONTOU COM DUAS CENTENAS DE CAMINHEIROS EM CURVOS



CAMINHADA DE FIM D'ANO E ROTA DA CASCATA NA FREGUESIA DE CURVOS


Mais uma excelente organização da Esposende 2000, com a total colaboração e apoio da Junta de Freguesia de Curvos, este domingo, dia 30 de Dezembro da parte da manhã.

Cerca de duas centenas de caminheiros compareceram no Parque Polidesportivo de Curvos, a participar nesta bonita Caminhada, pelos trilhos naturais e pitorescos da Freguesia de Curvos.

Com a presença do Sr. Hugo Rocha, foram recebidos no Parque Polidesportivo de Curvos, por Mário Fernandes, pelo Presidente da Junta. Foi oferecido um pequeno beberete, com chá e iguarias locais a todos os presentes. De seguida foi retomada a caminhada em direção às bonitas cascatas.

A Junta de Freguesia de Curvos colaborou na receção, no lanche, na cedência das instalações e na logística dos transportes.

















Parabéns à Esposende 2000, em especial ao Curvense Hugo Rocha e a todos os colaboradores da Junta de Freguesia de Curvos!

Voltem sempre e um ótimo ano de 2013!

MF


domingo, 30 de dezembro de 2012

sábado, 29 de dezembro de 2012

CAMINHADA DE FIM D'ANO ESTE DOMINGO DIA 30 EM CURVOS



CAMINHADA DA CASCATA ESTE DOMINGO DIA 30 DE DEZEMBRO NA FREGUESIA DE CURVOS

No âmbito do Programa Esposende em Movimento 2012, a Esposende 2000 EEM, em parceria com o Municipio de Esposende e a Junta de Freguesia de Curvos, vai promover, no próximo dia 30 de Dezembro a Caminhada de Fim-de-ano “Pelo trilho da cascata”.

A caminhada tem um percurso de 14 quilómetros e as inscrições são feitas no site da Esposende 2000 e em www.jf-curvos.pt.


A caminhada tem um grau de dificuldade física media/alta num percurso em linha. Interessante desafio para amantes da marcha. Com início na zona ribeirinha de Esposende, junto às Piscinas Foz do Cávado, o percurso contempla a passagem por zona urbana, trilhos, caminhos rurais, campos agrícolas, matas e pinhais das Freguesias de Esposende, Marinhas, Palmeira de Faro, Curvos, no Concelho de Esposende, Vila Cova e Feitos, no Concelho de Barcelos. Na parte final, a passagem pelas margens do regato dos Feitos proporcionará momentos de grande satisfação aos participantes devido ao seu estado natural de conservação.  A organização aconselha que se leve uma máquina fotográfica.

A não perder!

MF

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE CURVOS APROVOU O PLANO DE ATIVIDADES E O ORÇAMENTO DA JUNTA PARA O ANO DE 2013


A Assembleia de Freguesia de Curvos reuniu esta 6ª Feira, dia 21 de dezembro de 2012, em sessão ordinária no Salão Nobre da Sede da Junta de Freguesia e aprovou todas as propostas da Junta de Freguesia.


PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO DA JUNTA DE FREGUESIA DE CURVOS PARA O ANO DE 2013 APROVADOS PELA ASSEMBLEIA

Foram tratados, votados e aprovados todos os pontos em agenda:

Ata da sessão anterior, de 26 de setembro, foi aprovada por unanimidade dos presentes, com 6 votos a favor;

Presidente da Junta de Freguesia apresentou com detalhe a atividade da Junta de Freguesia, desde a última Assembleia até à presente data;
Não houve dúvidas nem foram colocadas nenhumas questões;

Os documentos previsionais para o ano de 2013; Plano de Atividades, Plano Plurianual  de Investimentos e o Orçamento da receita e despesa, no valor de 160m€, foram apresentados pelo Presidente da Junta:
Não tendo sido colocada nenhuma questão, procedeu-se à votação tendo sido aprovado por maioria, com 5 votos a favor;

Proposta para delegação de poderes no Presidente da Junta de Freguesia para a celebração de protocolos durante o ano de 2013, foi apresentada pelo Presidente da Junta:
Não havendo dúvidas, nem tendo sido colocada nenhuma questão, foi colocado à votação, tendo sido aprovado por unanimidade, com 6 votos a favor;

No ponto 5) o Presidente da Junta de Freguesia apresentou uma proposta à consideração da Assembleia, para emissão de parecer a cerca do recurso aos meios judiciais, por parte da Junta de Freguesia, para se opor à extinção da Freguesia de Curvos.
Colocada à votação, foi aprovada por unanimidade dos presentes, com 6 votos a favor.

Mário Fernandes falou ainda da "Carta aos Curvenses" que entregou em todas as casas e a todas as pessoas da Freguesia, no passado dia 20 de novembro, a explicar o ponto da situação e as consequências da Reorganização Administrativa Territorial Autárquica, com a qual o governo pretende extinguir a nossa Freguesia de Curvos e mais 10 Freguesias do concelho de Esposende, num total de mil cento e sessenta e cinco Freguesias a extinguir em Portugal continental.

A terminar o presidente da Junta desejou um excelente Natal e um ótimo ano de 2013 a todos os Membros da Assembleia e público presente e agradeceu ao Presidente da Assembleia a colaboração sempre presente, fazendo um balanço extremamente positivo da ação da Junta este ano de 2012.

O Presidente da Assembleia agradeceu e retribuiu os votos e os agradecimentos e louvo o excelente trabalho da Junta de Freguesia em prol do desenvolvimento da Freguesia e o empenho do Presidente da Junta na defesa da Freguesia e na oposição à extinção que o governo quer levar a cabo.

A terminar foi lida a minuta da Ata e colocada à votação foi aprovada por unanimidade dos presentes, com 6 votos a favor.

MF


quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

CONCERTO DE NATAL E ANO NOVO EM CURVOS DOMINGO DIA 30 ÀS 20 HORAS



IGREJA PAROQUIAL DE CURVOS VOLTA A RECEBER GRANDES CONCERTOS

Mais uma iniciativa das Jornadas Culturais de Curvos'2012, com excelentes músicos a prometer um grande espectáculo musical, mesmo ao encerrar do ano!

Na Igreja Paroquial de curvos!

A não perder!

MF


segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE ESPOSENDE REUNIU EM SESSÃO ORDINÁRIA DE DEZEMBRO DE 2012

MF NA A.M. DE 17.12.2012 - 17 HORAS - FÓRUM MUNICIPAL RODRIGUES SAMPAIO - ESPOSENDE

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE ESPOSENDE

A Assembleia Municipal de Esposende reuniu esta segunda-feira, dia 17 de dezembro de 2012, pelas 17 horas, no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio em Esposende

Foram abordados e aprovados todos os pontos que constavam da agenda dos trabalhos.

01 – PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA:
Intervenções de: Penteado Neiva, José Augusto, Manuel Carvoeiro, Luís Peixoto, Enes Abreu, Mário Fernandes e Couto dos Santos.
02 – INFORMAÇÃO ESCRITA DO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL:
Intervenção do presidente João Cepa.
03 – PERÍODO DA ORDEM DO DIA:
03.01 – CORRESPONDÊNCIA DIVERSA – PARA CONHECIMENTO.
03.02 – ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL, REALIZADA EM 24 DE SETEMBRO DE 2012 – PROPOSTA DE APROVAÇÃO.
Aprovada por maioria com 5 abstenções por ausência.
03.03 – ACTA DA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL, REALIZADA EM 01 DE OUTUBRO DE 2012 – PROPOSTA DE APROVAÇÃO.
Aprovada por maioria com 4 abstenções por ausência.
03.04 – RECONHECIMENTO DE INTERESSE PÚBLICO MUNICIPAL DA CONSTRUÇÃO DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE MAR – PROPOSTA DE APROVAÇÃO.
Aprovada por unanimidade.
03.05 – DESIGNAÇÃO DO FISCAL ÚNICO DA ESPOSENDE AMBIENTE, EEM - PROPOSTA DE APROVAÇÃO.
Aprovada por unanimidade.
03.06 – CONTRATO-PROGRAMA ENTRE O MUNICÍPIO DE ESPOSENDE E A ESPOSENDE AMBIENTE, EEM PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RESÍDUOS URBANOS E LIMPEZA PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE ESPOSENDE – PROPOSTA DE APROVAÇÃO.
Aprovado por maioria com 4 votos contra e 2 abstenções.
03.07 – DESPESAS DE REPRESENTAÇÃO NO ÂMBITO DA LEI 49/2012, DE 29 DE AGOSTO PROPOSTA DE APROVAÇÃO.
Aprovado por maioria com 7 abstenções.
03.08 – REORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS MUNICIPAIS DO MUNICÍPIO DE ESPOSENDE – PROPOSTA DE APROVAÇÃO.
Aprovado por maioria com 7 abstenções.
03.09 – DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2013 – ORÇAMENTO, GRANDES OPÇÕES DO PLANO E MAPA DE PESSOAL – PROPOSTA DE APROVAÇÃO.
Intervenções de Penteado Neiva, Enes Abreu, Manuel Carvoeiro e Mário Fernandes.
Aprovado por maioria com 5 votos contra.
03.10 - ASSUNTOS DIVERSOS DE CARÁCTER GERAL.
04 – PERÍODO DE INTERVENÇÃO DO PÚBLICO.
NO FINAL DOS TRABALHOS FOI LIDA A MINUTA DA ATA E COLOCADA À VOTAÇÃO FOI APROVADA POR UNANIMIDADE.

NOTA: VOTEI FAVORÁVELMENTE TODOS OS PONTOS TRATADOS.

________________________________________________________________________

Intervenção de Mário Fernandes no ponto de antes da ordem do dia.

Caríssimo Senhor Presidente da Assembleia; demais Membros da Mesa;
Caríssimo Senhor Presidente da Câmara, Senhoras e Senhores Vereadores;
Caros Colegas, minhas Senhoras e meus Senhores;
Na continuidade de algumas, muitas, das intervenções que aqui tenho vindo a fazer, dirijo-me mais uma vez a esta Assembleia, agora neste momento de grande tristeza, indignação e lamento e por aqui me fico, provocados pela errada e inaceitável intenção do Governo, para, através da Lei Nº 22/2012, intenção essa agora concretizada com a aprovação do projecto lei pelos Senhores Deputados na Assembleia da Republica, para através de incompreensíveis critérios, extinguir a Freguesia de Curvos, pondo em causa séculos de história.
Curvos vale por si, pela sua riqueza, património, história e acima de tudo, vale por si própria e por todos os Curvenses e habitantes de Curvos.
Sou presidente da Junta de Freguesia de CURVOS, ou seja, uma das 11 Freguesias do concelho de Esposende que o Governo quer à força extinguir, contra tudo e contra todos, onde obviamente se incluem os próprios Fregueses visados, neste caso, os Curvenses;
São 11 anos a pugnar incansavelmente pelos interesses dos Curvenses e pelo progresso da minha Freguesia.
Temos conseguido, com a ajuda de todos, assinaláveis progressos e o desenvolvimento de Curvos é hoje uma realidade, tendo mesmo em muitas áreas catapultado Curvos para patamares dignos de registo, como é exemplo a certificação dos serviços da Junta, no ano de 2005, bem como com muitos outros exemplos que poderia aqui trazer e que tem permitido levar o bom nome de Curvos além-fronteiras, motivo de orgulho e admiração.
Esta Junta potenciou, criou e valorizou, em conjunto com o Município, condições que nos proporcionam uma excelente qualidade de vida, com um ambiente saudável e com muitos dos recursos que as pessoas ansiavam e dos quais hoje usufruem.
Soubemos inovar, criar dinâmica e manter a Freguesia viva, unida e animada! “Curvos em Movimento” é uma realidade que nos diferencia positivamente e ver as pessoas felizes é algo que muito nos orgulha e torna válido todo o nosso trabalho e empenho em prol dos habitantes.
Como é do conhecimento desta Assembleia, pelas minhas inúmeras intervenções e tomadas de posição em todos os fóruns, encontros e manifestações, um defensor acérrimo das Autarquias Locais, pelo conhecimento, vivência e experiência que tenho, porque são órgãos de proximidade e prontidão no atendimento às populações, especialmente às mais vulneráveis, desprotegidas e carenciadas e porque são factores de desenvolvimento e progresso, criando e gerindo os equipamentos que são postos ao serviço das pessoas;
Sempre me afirmei categórica e frontalmente contra esta reforma, por considera-la prejudicial para as Freguesias, para as Autarquias Locais e para a própria democracia de proximidade.
Se na altura o temi, hoje, por reforçadas razões o receio ainda mais, pois como sabemos a Assembleia da Republica aprovou a extinção da Freguesia de Curvos e de mais dez Freguesias do nosso concelho, indo, incompreensivelmente contra as várias deliberações e pronúncia desta Assembleia Municipal que por unanimidade se pronunciou pela manutenção das 15 Freguesias do concelho de Esposende.
Pelas inúmeras funções que desempenho ou já desempenhei nas mais variadas instituições e associações concelhias, tenho a felicidade de conhecer muito bem o nosso concelho e por isso tenho um carinho especial por todas as 15 Freguesias, com todas as suas especificidades e riquezas individuais, bem como pelas suas populações, os Esposendenses de todo o concelho.
Na Junta de Freguesia de Curvos aprovamos um proposta de total oposição a esta reforma, baseada na Lei n.º 22/2012, de 30 de maio, e que pretende extinguir a nossa Freguesia, apresentamos esta proposta na Assembleia de Freguesia de Curvos que a aprovou por unanimidade. Na Assembleia Municipal, enquanto presidente da Junta de Freguesia de Curvos e enquanto líder da bancada independente, também me pronunciei e votei contra esta reforma e pela manutenção das actuais 15 Freguesias.
Discordo totalmente da extinção da Freguesia de Curvos e das demais 11 Freguesias, porque:
- As populações não foram ouvidas, e se há tema que lhe diga respeito, este será porventura senão o mais, pelo menos um dos mais importantes de todos;
- Porque ninguém conseguiu ainda provar-me um único benefício, ou ganho que seja, com a liquidação destas 11 Freguesias e em concreto com a liquidação da Freguesia de Curvos;
- Porque discordo totalmente dos critérios usados, quer dizer, da falta deles, pois a proposta conhecida, tal é a sua inconsistência; veja-se bem que 2 das novas Freguesias "Uniões" ficariam sozinhas a ter cerca de vinte mil, dos trinta e quatro mil habitantes do concelho, ou seja mais de 50% da população em apenas 2 freguesias e a restante nas outras 7. Que grande exemplo de hegemonia!
Quero deixar claro que não é mais este ataque que me vai esmorecer, ou ermorecer os Curvenses, pois até que seja promulgada pelo Senhor Presidente da Republica e até que entre em vigor, o que espero não venha a acontecer, pois aguardamos a pronúncia do Tribunal Constitucional sobre a constitucionalidade desta Lei, vou continuar, se calhar com mais força ainda, a defender a minha e as demais 10 Freguesias, estas mesmas, que os Senhores do terreiro do paço querem varrer do nosso mapa concelhio.
Quero ainda clarificar que o facto de quererem agregar Curvos e Palmeira de Faro, extinguindo ambas para criar uma nova, com a tal designação de “União de…” não me faria qualquer impressão ou constrangimento, nem existe aqui qualquer problema, como alias também não existiria caso a agregação fosse com a outra Freguesia com quem temos excelente vizinhança, a Freguesia de Vila-Chã.
Em Curvos damo-nos bem com todos os nossos vizinhos, aliás, fazemos disso ponto de honra, temos excelente relacionamento institucional, pessoal e inter-populacional, mas como não vemos justiça nesta decisão, nem benefícios com esta agregação, não nos sentimos condicionados para legitimamente continuarmos, enquanto o acharmos possível e defensável, a lutar contra a extinção da Freguesia de Curvos.
Infelizmente, mas conforme sempre alertei, começa a notar-se aquilo que se previa que é o confronto entre populações visadas e aquilo que sempre tenho respondido a todos aqueles que me questionam sobre as razões porque que querem acabar com 11 Freguesias e deixar 4 tal como estão, e com base em que critérios: A minha resposta é muito simples:
Aquelas 4 Freguesias não são as que estão mal; aquelas 4 estão muitíssimo bem assim, como sempre estiveram;
Errado está o facto de quererem acabar com as outras 11 Freguesias, onde se inclui a Freguesia de Curvos.
É importante lembrar que o nosso inimigo não é, nem será nunca a Freguesia ou Freguesias vizinhas, nem nenhuma das outras 14, mas sim esta Lei, que quer ilegitimamente extinguir algumas das nossas Freguesias, contra a vontade dos seus habitantes, das Juntas de Freguesia, da Câmara e desta Assembleia Municipal, da Associação Nacional de Freguesias e da Associação Nacional de Municípios. Como dizem alguns governantes, “contra tudo e contra todos”.
Considero esta reforma inconstitucional, violadora da Carta Europeia da Autonomia do Poder Local, disparatada para o concelho de Esposende e lesiva dos superiores interesses dos Curvenses e da Freguesia de Curvos, porque:
- Inconstitucional porque trata os Municípios e as Freguesias de forma diferenciada, dá poderes às Câmaras e às Assembleias Municipais para aprovaram a extinção de Freguesias, quando se trata de Instituições autónomas e sem qualquer tutela de umas sobre as outras e porque não ouviu nem defendeu o interesse das populações abrangidas;
- Inconstitucional porque pediu um parecer a esta Assembleia Municipal [e a todas as outras] mas não a respeitou;
- Viola a Carta Europeia da Autonomia do Poder Local, subscrita por Portugal, porque nesta consta que nenhum Estado pode alterar a designação e os limites de uma Freguesia sem consulta aos Fregueses dessa mesma Freguesia;
- Disparatada para o nosso concelho porque em vez de criar equilíbrio e hegemonia demográfica, cria as incompreensíveis abissais diferenças e desigualdades.
- Lesiva para os Curvenses e para a Freguesia de Curvos, porque significaria um retrocesso civilizacional e iria contra os interesses dos Curvenses.
Para terminar quero ainda lembrar que não foram as Freguesias que contribuíram para o défice do país, que a generalidade das Freguesias não têm dívidas, que a Freguesia de Curvos nada deve a ninguém, que mais de 90% dos Presidentes de Junta de todo o país exercem funções em regime de voluntariado e que a totalidade das Freguesias apenas representam 0,9% do Orçamento de Estado!
Por isso, não nos venham com o mais que esgotado tema da poupança, porque esta reforma provocará, isso sim, custos acrescidos para o Estado e para os contribuintes e benefícios diminuídos para as populações;
Para mim o facto mais importante não se prende sequer com a constitucionalidade ou inconstitucionalidade da lei, com a violação da carta europeia da Autonomia do Poder Local e com muitos outros atropelos, tudo isto, é sem dúvida muito importante, mas para mim importantíssimo mesmo é que LESA O INTERESSE DAS POPULAÇÕES, PÕE EM CAUSA A DEMOCRACIA DE PROXIMIDADE, AUMENTA A DISTÂNCIA ENTRE ESTADO E CIDADÃOES E NÃO TRAZ NENHUM GANHO PARA A NAÇÃO, MAS TÃO SÓ SERVE A VAIDADE DE GOVERNANTES QUE SOMENTE SE PREOCUPAM EM ERRADAMENTE COLOCAR MAIS UM VISTO NO PROGRAMA DA TROIKA E AUTOCONVENCERAM-SE QUE COM ESTA REFORMA MOSTRAM AUTORIDADE!
DESENGANEM-SE ESTES SENHORES GOVERNANTES, PORQUE AS PORTUGUESAS E OS PORTUGUESES QUANDO TOMAREM CONSCIÊNCIA DO ALCANCE NEGATIVO DESTA REFORMA VÃO REAGIR E VÃO SABER DAR A RESPOSTA ADEQUADA!
Quero garantir que mantenho a ESPERANÇA na manutenção da minha Freguesia de das demais 10 Freguesias do nosso concelho, pois ainda que o actual governo teime em levar esta reforma até às últimas consequências, estou certo, virá novo governo, um dia, que corrigirá este monumental erro, cometido contra os Fregueses e suportado em trapalhadas.
Quero ainda garantir que continuarei a pugnar pela defesa intransigente da continuidade da Freguesia de Curvos, ainda que para isso tenha que recorrer às instâncias judiciais;
Aproveito para referir que também não gostei de saber à pouco que o nome da Freguesia de Curvos terá sido referenciado em conversas ou até conste de hipotéticas propostas de outras juntas no que toca a agregações, pois se há Freguesia que desse sempre foi, é e será contra estas extinções é a Freguesia de Curvos e o seu presidente.
Agora sim, para terminar quero dirigir-me ao senhor presidente desta Assembleia, questionando-o a cerca do que pensa fazer, em resposta ao desrespeito do Governo que deliberação tomada unanimemente contra a extinção de qualquer Freguesia o nosso concelho.
Muito Obrigado!
Viva a Freguesia de Curvos, viva o Concelho de Esposende e as suas 15 Freguesias!”
Assembleia Municipal de Esposende, aos 17 dias de Novembro de 2012.
Mário Ferreira Fernandes; Presidente da Junta de Freguesia de Curvos e líder da Bancada Independente.



________________________________________________________________________

Intervenção de Mário Fernandes no ponto 03.09):

Caríssimo Senhor Presidente da Assembleia; demais Membros da Mesa;
Caríssimo Senhor Presidente da Câmara, Caros Deputados;
Vou votar favoravelmente este orçamento da Câmara Municipal de Esposende, para o ano de 2013, pelas seguintes razões:
Cumpre a Lei dos Compromissos;
Satisfaz as principais pretensões da Junta de Freguesia de Curvos e dos Curvenses;
Vai ao encontro das prioridades definidas pelos 15 presidentes de Junta de Freguesia;
É rigoroso, objetivo e acima de tudo porque é claramente exequível;
Porque comtempla uma plano de emergência social para atender as pessoas com mais deficuldades.
Porque comtemplo uma forte componente de investimento, apesar dos tempos de crise que se vivem em Portugal.
Por tudo isto, senhor presidente da Câmara pode contar com o meu voto favorável e pode contar com a ajuda das Juntas de Freguesia para colaborar ativamente na execução deste orçamento Municipal.

MF


sábado, 22 de dezembro de 2012

FREGUESIAS MANIFESTAM-SE JUNTO À RESIDÊNCIA OFICIAL DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA


FREGUESIAS PROTESTAM JUNTO À RESIDÊNCIA DO PRESIDENTE CAVACO SILVA EM LISBOA

O Presidente da Associação Nacional de Freguesias [ANAFRE], Armando Vieira, pediu, este sábado ao Presidente da República, em Belém, que promova, recorrendo à sua magistratura de influência, a suspensão da Lei da Reorganização Administrativa Territorial Autárquica, que visa unicamente liquidar indiscriminadamente mais de mil e cem Freguesias.

Curvos, sempre presente! Enquanto houver vida, há esperança!

DESISTIR, NUNCA!

MF


quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

JUNTA DE FREGUESIA DE CURVOS REALIZOU CEIA SOLIDÁRIA DE NATAL COM CURVENSES E INSTITUIÇÕES LOCAIS


JUNTA DE FREGUESIA DE CURVOS REALIZOU CEIA SOLIDÁRIA DE NATAL COM A COMUNIDADE LOCAL E AS INSTITUIÇÕES


A Junta de Freguesia de Curvos organizou esta quarta-feira à noite uma Ceia Solidária de Natal com a comunidade local e com os representantes das instituições locais, como a Paróquia, o Centro Social, a Escola Básica e o Jardim de Infância, o grupo de jovens Meta, o grupo musical Oitava Melodia e outras instituições e associações locais. Estiveram presentes perto de centena e meia de pessoas.

Foi uma noite magnífica, com muita alegria e muita animação, onde as pessoas aproveitaram para conviver e para se divertir, fazendo lembrar os bons tempos de antigamente. A animação esteve a cargo do grupo musical Curvense “Oitava Melodia” e de duas meninas, a Isabel Fernandes e a Eduarda, que deram boa voz às bonitas canções de Natal. De entrada foram servidas algumas iguarias locais, seguidas de um prato de bacalhau, caldo verde, bolo-rei, pão-de-ló e café, acompanhados por pão caseiro e por bons vinhos e outros sumos naturais de Curvos.

A Junta de Freguesia esteve toda presente, Mário Fernandes, Manuela Viana e José António, representantes da Assembleia, paróquia, a coordenadora geral do Centro Social, Elsa Fernandes, pelo grupo de jovens, Ana Bernardina e Filipa Valverde de entre vários outros representantes de grupos e instituições locais.

A terminar esta ceia, registaram-se as intervenções do presidente da Junta de Freguesia, Mário Fernandes e da Vereadora da Câmara Municipal de Esposende, Engª Raquel Vale.

Na intervenção inicial o presidente da Junta saudou e agradeceu a presença de todos e afirmou que a Junta vai continuar, como até aqui, a apostar fortemente na solidariedade, na acção social, nos idosos e nos jovens, em actividades que tragam bem-estar e proporcionem momentos tão belos como estes.

Salientou ainda o importantíssimo papel desempenhado por todos os parceiros locais, instituições e associações, em prol da comunidade Curvense.

Estava reservada uma surpresa, quando o Presidente da Junta procedeu à entrega de um significativo conjunto de subsídios às instituições e associações locais; 500€ à Paróquia de Curvos; 500€ ao Grupo de Jovens Meta; 500€ ao Grupo Musical Oitava Melodia; 750€ à Associação de Pais das Escolas de Curvos e 1.000€ ao Centro Social, embora aqui tenha sido referido que a Junta patrocina o Centro anual em cerca de 5.000€, com a cedência das instalações, bem como os encargos com luz, água e outros. O Centro Social de curvos é uma instituição com um trabalho meritório e de excelência com um valioso conjunto de valências sociais, como que contribuem para o bem-estar dos seus utentes de Curvos e de Freguesias vizinhas.

Elsa Fernandes, coordenadora geral do Centro Social pediu a palavra para agradecer e para oferecer ao presidente da Junta um lindíssimo quadro elaborado pelos seus utentes.

De seguida verificou-se a intervenção da Senhora Vereadora da Ação Social da Câmara Municipal de Esposende, Eng.ª Raquel Vale, que agradeceu o convite, afirmou estar nesta festa com todo o prazer, afirmou encontrar-se entre amigos, evidenciou o trabalho realizado na área social pelo Município e realçou o excelente trabalho realizado pela Junta de Freguesia de Curvos, exemplo de dinamismo, de modernidade e de permanente atenção às pessoas.

Mário Fernandes aproveitou este momento para oferecer à senhora Vereadora uma bonito presépio artesanal e finalizou as intervenções, dirigindo-se à sala, agradeceu a presença de todas as instituições parceiras, a Câmara Municipal de Esposende, a Acice, e de muitos convidados e da própria comunicação social concelhia, jornal Farol de Esposende, Jornal Notícias de Esposende, Novo Fangueiro e da própria tv da Esposende serviços.

Referiu-se à difícil situação do país, fruto de governantes incompetentes, falou na lamentável limitação de mandatos e condenou total e veementemente a intenção do governo em extinguir a Freguesia de Curvos. Reafirmou a sua total oposição e garantiu que a Junta de Freguesia está a preparar uma acção judicial a dar entrada brevemente nos tribunais, para impedir a extinção de uma Freguesia com inigualáveis riquezas, património, tradições e com séculos de história. Os presentes interromperam por várias vezes o discurso para aplaudir e apoiar.










































Mário Fernandes concluiu a sua intervenção com agradecimentos ”Um agradecimento especial à Quinta do Souto, por mais uma vez nos ter cedido o espaço, a título gratuito. Muito Obrigado! São momentos destes verdadeiramente inesquecíveis, que fazem com que nos sintamos realizados e com a sensação do dever cumprido!

Obrigado a toda a comunidade: Idosos, Centro Social de Curvos, Paróquia, Jovens Meta, Escola e Jardim, Grupo Oitava Melodia, Acice e claro à Câmara Municipal de Esposende e demais Instituições e associações.

Nesta quadra Natalícia, vivida em tempos difíceis e conturbados, nada melhor do que um regresso ao PRESÉPIO e ao seu espirito de solidariedade e entre ajuda! Saibamos dar valor às coisas simples da vida, porque são essas que nos dão as maiores alegrias e felicidades! Desejo a todos um Santo e Feliz Natal e um Ano Novo, de 2013, repleto de saúde e com tudo de bom! E que a FREGUESIA de CURVOS resista à presente ofensiva governativa e perdure no tempo, para que continuemos a ser Curvenses com toda e honra e orgulho!

MF


XI JORNADAS MICOLÓGICAS DE CURVOS COM GRANDE PARTICIPAÇÃO




XI JORNADAS MICOLÓGICAS DA "ASSOBIO" EM CURVOS


A associação ASSOBIO realizou no passado fim de semana as suas XI jornadas micológicas.cEste ano o centro nevrálgico desta actividade foi a freguesia de Curvos.

Esta actividade começou na sexta-feira dia 30 com a apanha de cogumelos por parte de alguns associados.
No Sábado dia 1 da parte da manhã, realizaram uma saída de campo pelos pinhais de Curvos para a população em geral, onde tiveram a oportunidade de apanhar mais alguns cogumelos e ouvir várias explicações por parte do presidente Jorge Silva, à cerca da função dos cogumelos no meio natural e da sua comestibilidade.

Da parte da tarde já no salão paroquial de Curvos, procedeu-se à montagem da exposição subordinada ao tema «A importancia ecológica dos cogumelos na manutenção de uma floresta sã», que deu a conhecer algumas das espécies  que podem ser vistas nos pinhais do concelho de Esposende, e em seguida deu-se inicio à preparação dos cogumelos para a prova de degustação que se realizou ao jantar.

Entre as várias iguarias preparadas, destacamos a feijoada de cogumelos que foi muito elogiada por todos aqueles que tiveram o privilégio de provar este belo manjar.

Para acabar o dia e depois dos estômagos confortados, tiveram a oportunidade de ouvir uma sessão de fados que reuniu um apreciável numero de espectadores e que foi uma bela maneira de encerrar este dia.

No Domingo dia 2, tiveram a exposição aberta a todos aqueles que quiseram conhecer um pouco mais à cerca deste tema.

No dia 3, tiveram a visita das crianças da comunidade escolar da freguesia de Curvos e os utentes do centro social.

Mais uma vez chamamos a atenção para todos aqueles que queiram apanhar cogumelos para degustação, para que não o façam sem serem acompanhados por uma pessoa que perceba muito bem deste assunto, já que existem inúmeras espécies de cogumelos não comestíveis, algumas delas podem ter inclusive consequências mortais.

MF


quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DA ESCOLA EB1/JI DE CURVOS ELEGEU NOVOS ORGÃOS SOCIAIS PARA O MANDATO 2012/2014

APEC: ORGÃOS SOCIAIS ELEITOS PARA MANDATO 2012/2014

ESCOLA EB1/JI DE CURVOS

A APEC reuniu em assembleia geral ordinário eletiva, nas instalações da escola básica. Foram aprovados todos os pontos agenda e realizou-se a eleição de novos orgãos sociais, tendo sido eleitos por unanimidade dos pais e encarregados de educação presentes.

Esta Assembleia geral realizou-se no dia 11, às 18h30 na Escola EB1/JI de Curvos e tratou os seguintes pontos da Ordem de Trabalhos:

1)  Apresentação e votação do Relatório de Contas do exercício 2011/2012;
As contas foram apresentadas com um valor total de 3.729,38€ e um saldo de 184,60€ e colocadas à votação foram aprovadas por unanimidade dos presentes.

2) Eleição para os Órgãos Sociais da Associação – Mandato 2012/2014;
Foi apresentada uma Lista à eleição, tendo sido eleita por unanimidade dos presentes.

3) Tomada de posse dos Órgãos eleitos;
O presidente da Mesa da Assembleia empossou os orgãos eleitos.

4) Apresentação e votação do Plano de Actividades para 2012/2013;
O Plano de atividades foi apresentado pela nova presidente da Direção, tendo sido aprovado por unanimidade dos presentes.

5) Aprovação da Quota de Associado;
O presidente da Mesa da Assembleia apresentou uma proposta que comtempla um decréscimo do valor, de forma a ir de encontra às atuais dificuldades financeiras das famílias.: Jardim: 30€/anoEscola: 20€/ano.

6) Outros assuntos de interesse da Escola.
Ficou desde já agendada uma reunião dos orgãos sociais para o dia 8 de Janeiro de 2013, às 9 horas, na Escola.



ORGÃOS SOCIAIS ELEITOS
"MANDATO 2012/2014"


DIREÇÃO
Presidente: CÁTIA ALEXANDRA COSTA MARQUES
Vice-Presidente: TERESA CLÁUDIA BOAVENTURA AMORIM GOMES
1º Secretária: MARIA AMÉLIA MARTINS RODRIGUES
2ª Secretária: LÚCIA LIMA MASCARENHAS GONÇALVES
Tesoureiro: MÁRIO JORGE DA VENDA PASSOS FARIA
Vogal: SÓNIA PATRÍCIA COSTA MARQUES
 Vogal: NATÁLIA DOS ANJOS GONÇALVES BARROS
Vogal: MARIA AUGUSTA FERREIRA ABREU CUNHA
Vogal: ANA PAULA FERNANDES

CONSELHO FISCAL
Presidente: ELSA MARIA MARTINS GONÇALVES FERNANDES
Secretária: CARLA SOFIA SILVA CARVALHO
Relatora: ISABEL CATARINA PEREIRA RAMALHO

ASSEMBLEIA GERAL
Presidente: MÁRIO FERREIRA FERNANDES
Vice-Presidente: MARIA FLOR LOPES MIRANDA LIMA
Secretária: MARIA DE FÁTIMA MIRANDA PINHEIRAL
Vice-Secretário: JOÃO EDUARDO SALGUEIRO DE OLIVEIRA
Vogal: MARIA ODETE FERNANDES LOPES

Os meus parabéns e as maiores felicidades para os membros agora eleitos para o mandato 2012/2014!

MF


domingo, 16 de dezembro de 2012

FELIZ NATAL PARA TODOS!

Presépio cá de casa!

Nesta quadra Natalícia, vivida em tempos dificeis e conturbados, nada melhor do que um regresso ao PRESÉPIO e ao seu espirito de solidariedade, de entre ajuda e de simplicidade!

Saibamos dar valor às coisas simples da vida, porque são essas que nos dão as maiores alegrias e felicidades!

Desejo a todos um Santo e Feliz Natal, com tudo de bom!

Um Abraço; MF


sábado, 15 de dezembro de 2012

CENTRO SOCIAL DE CURVOS ABRE "CANTINA SOCIAL" DO PROGRAMA NACIONAL DE EMERGÊNCIA ALIMENTAR DA SEGURANÇA SOCIAL

Diretora do Instituto da Segurança Social presidiu à cerimónia pública realizada em Braga
Preidente do ISS, IP, Dr.ª Mariana Ribeiro Ferreira e Dr. Rui Barreira e demais direção do
Centro Distrital da Segurança Social de Braga na assinatura do Protocolo de Cooperação

CENTRO SOCIAL DE CURVOS
ABRE CANTINA SOCIAL

O Governo, através do Instituto da Segurança Social celebrou esta semana 24 protocolos para a criação de CANTINAS SOCIAIS, em cerimónia publica realizada esta 4ª feira em Braga, protocolizadas com 24 instituições, desde Misericóridas a IPSS’s e o concelho de Esposende foi contemplado com 1 cantina social, para o Centro Social da Paróquia de Curvos, ao abrigo desta CONVENÇÃO DA REDE SOLIDÁRIA DE CANTINAS SOCIAIS, inserido no PROGRAMA DE EMERGÊNCIA ALIMENTAR de auxílio e resposta a situações de grave carência social de pessoas e famílias.

Trata-se de uma resposta importante, num momento especialmente delicado, que visa atender aquelas e aqueles, famílias e pessoas que por razões diversas estejam a passar por graves carências provocadas por inúmeras situações, como:

Recente desemprego múltiplo; baixos salários, doenças crónicas, baixo rendimento; com reformas ou pensões ou outro tipo de subsídios sociais baixos; Famílias monoparentais, com salários reduzidos, encargos habitacionais fixos e despesas fixas com filhos; Situações de emergência temporária, tais como incêndio, despejo ou doença, entre outras.

Acompanhei a direção do Centro Social a Braga, tal como tenho acompanhado em ocasiões importantes, pelo empenho que sempre tenho colocado na colaboração com a Instituição e fiquei muito satisfeito por reconfirmar o "crédito" que o Centro Social de Curvos "goza" junto da Segurança Social e dos seus principais responsáveis distritais e nacionais!

Parabéns ao Centro Social de Curvos por mais esta importantíssima valência que agora vai iniciar, proporcionando mais uma resposta social aos seus utentes e comunidades vizinhas!

MF